user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week

Na jornada de luta camponesa Pequenos Agricultores e Sem Terra retomam as terras do Açu

category brazil/guyana/suriname/fguiana | community struggles | news report author Wednesday April 19, 2017 20:40author by FARJ Report this post to the editors

Os pequenos agricultores do Açu, 5º distrito de São João da Barra, Norte do Estado do Rio de Janeiro junto com o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) reocuparam na manhã desta quarta-feira (19/04), às 5h da manhã, suas terras., após oito anos afastados por força do decreto do governo estadual Nº 41.195, de 19 de junho de 2009.

index.jpeg



Esta ação faz parte da jornada nacional de luta pela terra que ocorre em todo o Brasil, de 17 a 21 de abril.
As terras foram tomadas pela empresa LLX do empresário Eike Batista e visava a implantação de um distrito industrial na área do entorno do Porto do Açu. Através de um termo precário, a Codin (Companhia de desenvolvimento industrial do estado do Rio de Janeiro) autorizou a empresa do Eike a entrar e tomar posse destas terras.
Cerca de 500 pequenos proprietários foram desapropriados. Uma pequena parte recebeu indenização em valores irrisórios. A maioria questiona na Justiça os termos desta desapropriação.
A decisão de voltar para as terras foi tomada pelos agricultores e organizada pela Asprim (Associação dos Proprietários Rurais e de Imóveis do Município de São João da Barra) que luta desde 2009 contra as desapropriações.
Os pequenos proprietários e seus apoiadores entendem que os objetos que teriam justificado o decreto de desapropriação e nortearam a tomada da terra deixaram de existir.
As empresas que ocupariam a enorme área: siderúrgicas (duas), cimenteiras (duas); usinas termelétricas, estaleiros e outras há muito já anunciaram suas desistências, desde que os negócios de Eike Batista foram ao chão.
O porto saiu da propriedade da LLX e foi para o fundo americano EIG que, para ficar livre de Eike rebatizou a empresa que controla o Porto do Açu como Prumo. Assim, não há nenhuma razão para que o decreto continue em vigor.
Se, já não bastasse, as prisões do ex-governador Sérgio Cabral e do Eike Batista permitiram que viesse à tona todas as negociatas que acompanharam todo este processo que eram denunciadas pelos agricultores e agora, eliminando de vez, os objetivos e a base legal para que o decreto continue em vigor.
O representante da Asprim, Rodrigo Santos diz que “estamos voltando para o que nunca deixou de ser nosso. Voltaremos a produzir e exigimos que nos devolvam as escrituras de nossas propriedades. Fomos roubados por ladrões que estão presos e nada mais justifica que não possamos voltar para as nossas terras e à produção”.
Segundo o dirigente estadual do MST, Marcelo Durão, a retomada das terras no 5º Distrito no mês de abril, representa não só o apoio aos agricultores do Açu e a denúncia a todas as violações aos direitos humanos vivenciadas, mas também, o enfrentamento ao processo de reconcentração de terras, da venda de terras do Brasil aos estrangeiros, a criminalização aos movimentos sociais e a defesa intransigente do direito à terra como garantia à alimentação adequada e a preservação do modo de vida camponês na contemporaneidade.
A animação e disposição dos agricultores ao voltarem às suas terras é emocionante. Eles contam com o apoio de toda a população contra as injustiças que sofreram, exigem a devolução de suas terras e a anulação do decreto.
Contatos: Rodrigo Santos – 22 999570801; Marcelo Durão: 21 -980551545; Alcimaro: 22 998027515
São João da Barra, 19 de abril de 2017

author by FARJpublication date Fri Apr 21, 2017 06:39Report this post to the editors

"Pessoal a situaçao no Açu está muito tensa. A policia isolou a area e nao esta deixando ninguem entrar ou sair. As negociaçoes estao tensas e cada caso é resolvido com muita discussao. A ocupaçao esta precisando muito de apoio e ajuda neste momento. É preciso que os movimentos, organizaçoes e coletivos organizados enviem pessoas para o local o mais rapido possivel. Agora, sao cerca de 50 pessoas acampadas. Precisamos fazer uma mobilizaçao urgente.

Companheir@s de luta. A luta em defesa das terras do Açu é uma lutas de todos/as e cada passo é fundamental.

Hoje precisamos muito do apoio na ocupação, venham !!!

"Quando as cercas caírem no chão, quando as mesas se encherem de pão, eu vou cantar".

au.jpg

 

This page has not been translated into Castellano yet.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch

Front page

Strike in Cachoeirinha

(Bielorrusia) ¡Libertad inmediata a nuestro compañero Mikola Dziadok!

DAF’ın Referandum Üzerine Birinci Bildirisi:

Cajamarca, Tolima: consulta popular y disputa por el territorio

Statement on the Schmidt Case and Proposed Commission of Inquiry

Aodhan Ó Ríordáin: Playing The Big Man in America

Nós anarquistas saudamos o 8 de março: dia internacional de luta e resistência das mulheres!

Özgürlüğümüz Mücadelemizdedir

IWD 2017: Celebrating a new revolution

Solidarité avec Théo et toutes les victimes des violences policières ! Non à la loi « Sécurité Publique » !

Solidaridad y Defensa de las Comunidades Frente al Avance del Paramilitarismo en el Cauca

A Conservative Threat Offers New Opportunities for Working Class Feminism

De las colectivizaciones al 15M: 80 años de lucha por la autogestión en España

False hope, broken promises: Obama’s belligerent legacy

Primer encuentro feminista Solidaridad – Federación Comunista Libertaria

Devrimci Anarşist Tutsak Umut Fırat Süvarioğulları Açlık Grevinin 39 Gününde

The Fall of Aleppo

Italia - Ricostruire opposizione sociale organizzata dal basso. Costruire un progetto collettivo per l’alternativa libertaria.

Recordando a César Roa, luchador de la caña

Prison Sentence to Managing Editor of Anarchist Meydan Newspaper in Turkey

Liberación de la Uma Kiwe, autonomía y territorio: una mirada libertaria para la comprensión de la lucha nasa

Misunderstanding syndicalism

American Anarchist and Wobbly killed by Turkey while fighting ISIS in Rojava

Devlet Tecavüzdür

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana | Community struggles | News Report | pt

Sat 29 Apr, 23:29

browse text browse image

525372_512556785457735_1557154194_n.jpg imageLutar contra a Tarifa! 03:34 Fri 05 Apr by Federação Anarquista Gaúcha 0 comments

"Pra favorecer uma experiência de lutas que deve unir e organizar os setores populares, nenhum partido tem o direito e a autoridade de se colocar por cima, interferir em causa própria na expressão pública do movimento social, negociar nas costas da vontade popular. A relação de forças das ruas, dos piquetes, das ocupações e das marchas é que marca o caminho.
Tática apartidária pra luta social, não anti-partido e tampouco apolítica."

pinheirinho6300x225.jpg imagevideoRelato e vídeo sobre a violenta desocupação da comunidade Pinheirinho 08:03 Tue 31 Jan by Anderson Barbosa (texto), Nicolau Bruno e Caio Lopes (vídeo) 0 comments

Essas coisas não serão apagadas da minha memória, mesmo que eu delete todas as fotos que fiz, pois vivenciei e senti visceralmente na pele o que essas pessoas sentiram nestes últimos dias dentro daquele lugar que lhes pertencia. Por Anderson Barbosa

Este vídeo traz imagens exclusivas e depoimentos do período da tarde, dentro do Campo do Alemão, onde se abrigavam mulheres e crianças despejadas que foram brutalmente violentadas em todos os seus direitos, e do período da noite nos ataques da Guarda Civil Metropolitana de São José dos Campos, usando balas de verdade e da Polícia Militar de São Paulo jogando bombas contra as famílias alojadas na Igreja. Por Nicolau Bruno e Caio Lopes

brasilprotesta.jpg imageLutando e Criando Poder Popular! 01:21 Fri 27 Jan by Federação Anarquista Gaúcha 0 comments

Enquanto a agenda do Fórum Social Mundial é pautada pelos debates oficiais patrocinado pelos governos e pela máfia sindical, na contramão do calendário oficial estamos juntos com outra forma de lutar e de fazer política.

Enchente na perifeira de Feira de Santana/Bahia, no bairro Feira X. Duas pessoas mortas. imagePlano Diretor: Uma perspectiva para o planejamento popular da cidade 16:57 Thu 17 May by secretaria de propganda 0 comments

O Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) é desde 2001 obrigatório para todas as cidades brasileiras com mais de 20 mil habitantes. A lei 10.257/2001, ou o “Estatuto das Cidades”, que estabelece essa obrigatoriedade, surgiu de um projeto de iniciativa popular que envolveu a mobilização de diversos movimentos populares (principalmente os de luta pela moradia) de todos os cantos do país, que conseguiram recolher milhares de assinaturas em abaixo-assinado e pressionar pela aprovação da lei no Congresso.

2405_ato_uefs_010.jpg image[Feira/Bahia] Fotos do ato do dia 24-05 00:10 Mon 29 May by estudantes em luta! 0 comments

O Movimento de Luta pelo Transporte Público - MLTP não para e organizou mais um ato nesta quarta feira, dia 24 de maio. Dando prosseguimento ao processo de luta pela redução da tarifa, pelo passe livre e contra a bilhetagem eletrônica e o “passe legal” (cartão que limita a meia-passagem). Os/as manifestantes organizados pelo pólo/UEFS do MLTP, fecharam uma das BRs que da acesso à cidade, nas proximidades da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). O ato contou cerca de 100 pessoas, uma quantidade expressiva visto que o ato foi feito sem mobilização previa por conta da paralisação dos professores e funcionários da Universidade, que ocorreu nos dias anteriores.

text[Feira/Bahia] Mais luta pelo transporte público... 03:04 Fri 26 May by estudantes em luta! 0 comments

O ato contou cerca de 100 pessoas, uma quantidade expressiva visto que o ato foi feito sem mobilização previa por conta da paralisação dos professores e funcionários da Universidade, que ocorreu nos dias anteriores.

fotos_ato_1805__02.jpg imageFeira de Santana, Bahia: E a luta continua... 22:54 Tue 23 May by estudantes em luta 0 comments

Na última quinta-feira (18/05) dando continuidade ao processo de luta iniciado com o ato que ocorreu no dia 04, o Movimento de Luta pelo Transporte Público que é formado pela Associação Feirense de Estudantes Secundaristas (AFES), alguns Grêmios e DAs da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), pelo Grupo Ousar e por indivíduos, segue em estado de mobilização e realizou mais um ato de rua pela redução da tarifa e pelo passe livre para estudantes e desempregados.

textSem tetos promovem luta por moradia 01:15 Thu 18 May by Adriano 3 comments

Moradores de 4 ocupações realizaram uma marcha no centro da cidade de Passo Fundo-RS e se dirigiram à Prefeitura para reivindicar projetos de moradias populares pelo poder público municipal, a marcha reuniu cerca de 120 pessoas com faixas e bandeiras. Na marcha foi denunciado o descaso, pela atual administração (Aírton Dipp- PDT), para com a construção de moradias populares, pois estando já na metade de sua gestão, até agora foi construída somente uma habitação popular por determinação judicial.

text[Brasil, Feira-Bahia] Luta Contra os Tubarões do Transporte 15:25 Sat 06 May by lutador 1 comments

Dia 04 de maio (Quinta-feira), estudantes e trabalhadores de Feira de Santana/Bahia, saíram às ruas num primeiro ato demonstrando o repudio do povo, contra os tubarões do transporte público (representados pelo Sincol/Sindicato dos empresários) e o prefeito ladrão (José Ronaldo/PFL).

ato contra o aumento das tarifas - dia 17-03 imageContra o aumento das passagens! Por melhorias reais no transporte público de Goiânia! 13:17 Sat 18 Mar by Movimento Passe Livre 1 comments

O Movimento Passe Livre Goiânia se apresenta como uma alternativa na luta por um transporte digno e justo. O MPL-Goiânia se organiza de forma horizontal e igualitária, onde todos/as podem participar diretamente das decisões e ações coletivas do movimento. O MPL-Goiânia não se vincula a nenhum partido eleitoreiro, empresa ou políticos oportunistas garantindo assim a nossa autonomia. A nossa luta é travada a partir da auto-organização e da luta direta dos/as estudantes e trabalhadores/as contra o monopólio do transporte público.

more >>

imagePílulas de reflexão libertária na América Latina (2) – a defesa de uma comunicação popular, sob cont... Jan 23 by BrunoL 0 comments

22 de janeiro de 2016, Bruno Lima Rocha

O debate comunicacional é um problema permanente e passa por um período crítico na América Latina. Crítico porque de forma correta os donos de meios são caracterizados como bastião ideológico tanto da direita como dos capitais transnacionais. Para comprovar a tese, basta observar o papel da SIP (Sociedade Interamericana de Impresa), do GDA (Grupo Diários América) e ver a atuação dos maiores conglomerados de comunicação social e entretenimento midiático em cada um de nossos países.

imageRevelador diálogo a respeito da suposta política repressiva do governo de São Paulo e uma reflexão s... Jan 18 by BrunoL 0 comments

17 de janeiro de 2016, Bruno Lima Rocha

Na metade de janeiro de 2016 tive uma conversa através de rede social – no privado – com um amigo de longa data, morador do estado de São Paulo, e profundo conhecedor da política local. Este conhecimento inclui importantes municípios como Santos, Campinas, Guarulhos, a região do ABCD, assim como do poder municipal em São Paulo capital, e óbvio, o Palácio dos Bandeirantes. Além de acadêmico, este militante com muita experiência notou o avanço da repressão policial contra as marchas organizadas pelo Movimento Passe Livre (MPL) e entidades aliadas. As palavras a seguir são de fonte segura, e podem ser lidas como uma suposição – já que não tenho a prova material – ou como uma hipótese bastante provável, que é como eu as encaro. Eis a fala deste amigo:

imageO Brasil em transe reacionário: a luta das mulheres e os neoconservadores Nov 10 by BrunoL 0 comments

09 de novembro de 2015, Bruno Lima Rocha

Introdução

Neste texto, uma mescla de análise de conjuntura da crise política envolvendo o presidente da Câmara Eduardo Cunha (PDMB-RJ) e trazendo o tema da luta das mulheres como a massificada mobilização permanente das políticas de reconhecimento, trago uma proposta de análise relacional. Começo relatando de forma sintética aspectos da reação midiático-simbólica ao conteúdo do exame do ENEM de 2015 e culmino observando as pautas conservadoras e obscuras capitaneadas pela bancada neoconservadora em sua frente político-religiosa (cujos líderes são representantes neopentecostais).

imageA nova direita brasileira odeia a América Latina Sep 14 by BrunoL 0 comments

13 de setembro de 2015, Bruno Lima Rocha.

"A demência da nova direita brasileira está realmente abusando. Alguns cartazes e gritos de guerra trazidos a público no Brasil em 16 de agosto de 2015 lembram a operação anterior ao golpe contra o governo Salvador Allende, derrubado em 11 de setembro de 1973. No Brasil do terceiro turno, temos o desprazer de ler frases como “Foda-se a Venezuela”, o clássico “Vai para Cuba”, ou então coro político cantando: “Pé na bunda dela, isso aqui não é a Venezuela!”. E, obviamente, lado a lado com os neoliberais marcham saudosos da ditadura brasileira, incluindo faixas em inglês pedindo intervenção do Comando Sul dos EUA no Brasil", escreve Bruno Lima Rocha, professor de ciência política e de relações internacionais.

Eis o artigo.

imageDireito à Cidade e Municipalismo Libertário Jul 14 by Coletivo Anarquista Zumbi dos Palmares (CAZP) 0 comments

A cidade que passou ao longo de sua existência a aglutinar o conjunto da população que antes ocupava em maior número o campo, e que buscava uma forma de organização societária de maneira a atender o bem coletivo, foi aos poucos sendo atravessada por uma relação de poder específica, denominada de domínio, que surgiu com a divisão em classes sociais e que implicava que a organização da vida atendia os interesses de uma minoria em detrimento da maioria. Isso permitiu o desenvolvimento do Estado, sendo um instrumento que sempre serviu aos interesses das classes dominantes, disfarçando sua política essencialmente opressora das mais variadas formas.

more >>

imageDe Yeda a Tarso reforma agrária segue sendo caso de polícia em São Gabriel. Oct 07 FAG 0 comments

Localizado à mais de 80 kms de qualquer centro urbano, cravado na divisa dos municípios de Santa Maria e São Gabriel, o assentamento Madre Terra é uma pequena ilha da agricultura familiar rodeada de latifúndio e monocultura por todos os lados, onde algumas dezenas de famílias extremamente pobres lutam para ganhar a vida plantando arroz orgânico e produzindo diversos outros alimentos mesmo à contragosto dos governos e do agronegócio. Esse assentamento foi criado pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) em 2009. Porém, de lá pra cá, se passaram quatro anos e nada do que foi planejado e prometido por parte do órgão à essas famílias foi realizado.

imageNota de solidariedade aos lutadores e lutadoras da comunidade do Cumbe Aracati – Ceará Sep 05 ORL-CAB 0 comments

Nós, da Organização Resistência Libertária [ORL], integrante da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB), prestamos nosso total apoio e solidariedade em virtude do despejo violento sofrido por vinte sete famílias pertencentes à Comunidade do Cumbe, localizada a 12km da cidade de Aracati, litoral leste do Ceará. A comunidade do Cumbe, formada por pescadoras/es, marisqueiras/os e trabalhadoras/es em geral, como prova de resistência da luta pela vida e da manutenção integral de seus territórios, ocupava desde o dia 10 de março de 2013 uma antiga fazenda/viveiro de camarão que se encontrava desativada desde 2004.

imageTomar as ruas por uma agenda contra a direita e o governismo Jun 25 Integrante da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) 0 comments

A larga noite das lutas de 17 de junho mudou a conjuntura brasileira e redimensionou os protestos sociais. A mobilização massiva de cerca de 1 milhão de manifestantes em dezenas de capitais e cidades do país e do mundo não acontecia em nossa história política desde o Fora Collor em 1992. Há um antes e um depois que põe na cena nacional um novo sujeito histórico coletivo que é catalisador de uma poderosa força social nas ruas. [Castellano] [Italiano]

imageResistir até a tarifa sumir! Jun 19 Integrante da Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) 0 comments

O país está sendo tomado por mobilizações na luta pelo transporte público. No início dessa semana, manifestações gigantescas tomaram Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e dezenas de outras cidades. O Congresso em Brasília foi ocupado por manifestantes, assim como a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Até agora, Porto Alegre, Goiânia, Natal, Recife e outras cidades já conquistaram a redução da tarifa, mas a perspectiva de vitória é grande em várias outras cidades. [English] [Français] [Italiano]

imageA Luta contra o aumento das passagens e o Anarquismo Jun 19 CAB 0 comments

Nesse primeiro semestre houve diversas mobilizações de norte a sul do Brasil que enfrentaram a reação conservadora dos governos, do aparelho repressivo e da mídia. Desde as lutas em defesa do transporte público nas capitais, passando pelas greves nos canteiros de obras do PAC, até a resistência indígena dos povos originários, todas essa lutas foram alvos da criminalização do protesto que segue em curso no país sede da Copa do Mundo. Vivemos um dos momentos mais agudos da luta de classes no Brasil. O capital internacional avança diariamente a passos largos, explorando os trabalhadores e as trabalhadoras na busca do lucro. [Italiano]

more >>
© 2005-2017 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]