user preferences

New Events

Brazil/Guyana/Suriname/FGuiana

no event posted in the last week

Mídia e política no país dos absurdos

category brazil/guyana/suriname/fguiana | cultura | opinião / análise author Sunday May 20, 2012 23:25author by Bruno Lima Rocha - Federação Anarquista Gaúcha Report this post to the editors

"Golpistas" e "governistas" exacerbaram suas diferenças a partir do caso Cachoeira.
brasilcachoeira.jpg

As duas últimas edições da boa revista Carta Capital (dirigida pelo jornalista Mino Carta) apresentam em suas capas um tema urgente da mídia e política brasileira.Trata-se da acusação (e de ser acusado) da alcunha de “chapa branca”, ou de jornalismo oficial.

Isto se dá quando a linha editorial termina por representar também os interesses e alinhamentos junto ao governo de turno ou as estruturas da pirâmide social. A partir da posse de Luiz Inácio, dois blocos midiáticos tornaram-se rivais.

Os jornalistas e empresas simpáticas ao governo de centro-esquerda cunharam o termo de PIG. Esta é uma sigla pejorativa, derivada do inglês “porco”, significando o Partido da Imprensa Golpista.

Segundo os rivais, estes seriam os grupos majoritários da mídia brasileira, alinhados com o Instituto Millenium, organizados nas associações patronais das distintas plataformas midiáticas (radiodifusão, jornais e revistas).

Já o outro grupo, mais carente em homogeneidade do que oprimeiro, também poderia ser chamado de PIG2, ou o Partido da Imprensa Governista. Isto porque, embora teçam críticas pontuais aos mandatos da atual presidenta e do ex-presidente, termina por se alinhar de forma mais ou menos explícita com as decisões do Planalto.

É curioso notar dois conflitos de linha política. Nos ajustes macro-econômicos, embora o chamado PIG teça críticas, o PIG2 e sua proposta de desenvolvimento produtivo estão contemplados. Redução da taxa de juros, política de pleno emprego, formalização do mundo do trabalho e acesso ao crédito são demandas históricas de um capitalismo menos selvagem, hoje praticado no Brasil.

Já o bloco de sustentação do presidencialismo de “coalizão orçamentária”, tem no PIG2 um adversário. Isto porque nas duas casas parlamentares temos uma sobrerepresentação de donos ou controladores de mídia. Embora a lei não permita, o coronelismo eletrônico se materializa no controle que políticos profissionais têm na radiodifusão nacional, reproduzindo em estados e regiões o modelo de rede e cabeça de rede (network), sendo justamente retransmissores do chamado PIG.

A mídia mais alinhada ao atual governo vê o mandato ser sustentado por aliados e parceiros econômicos de seus maiores rivais e concorrentes. Já os grupos majoritários são contemplados nas pastas de seu interesse, tampouco sendo ameaçados com a regulamentação dos artigos 220 a 224, do Capítulo 5 (Comunicação Social) da Constituição Federal de 1988.

É mais uma contradição da contradição no país dos absurdos!

Bruno Lima Rocha

This page has not been translated into Kurdî / کوردی yet.

This page can be viewed in
English Italiano Deutsch

Front page

Declaración Anarquista Internacional: A 85 Años De La Revolución Española. Sus Enseñanzas Y Su Legado.

Death or Renewal: Is the Climate Crisis the Final Crisis?

Gleichheit und Freiheit stehen nicht zur Debatte!

Contre la guerre au Kurdistan irakien, contre la traîtrise du PDK

Meurtre de Clément Méric : l’enjeu politique du procès en appel

Comunicado sobre el Paro Nacional y las Jornadas de Protesta en Colombia

The Broken Promises of Vietnam

Premier Mai : Un coup porté contre l’un·e d’entre nous est un coup porté contre nous tou·tes

Federasyon’a Çağırıyoruz!

Piştgirîye Daxuyanîya Çapemenî ji bo Êrîşek Hatîye li ser Xanîyê Mezopotamya

Les attaques fascistes ne nous arrêteront pas !

Les victoires de l'avenir naîtront des luttes du passé. Vive la Commune de Paris !

Contra la opresión patriarcal y la explotación capitalista: ¡Ninguna está sola!

100 Years Since the Kronstadt Uprising: To Remember Means to Fight!

El Rei està nu. La deriva autoritària de l’estat espanyol

Agroecology and Organized Anarchism: An Interview With the Anarchist Federation of Rio de Janeiro (FARJ)

Es Ley por la Lucha de Las de Abajo

Covid19 Değil Akp19 Yasakları: 14 Maddede Akp19 Krizi

Declaración conjunta internacionalista por la libertad de las y los presos politicos de la revuelta social de la región chilena

[Perú] Crónica de una vacancia anunciada o disputa interburguesa en Perú

Nigeria and the Hope of the #EndSARS Protests

How Do We Stop a Coup?

Aλληλεγγύη στους 51 αντιφασίστες της Θεσσαλονίκης

No war on China

© 2005-2021 Anarkismo.net. Unless otherwise stated by the author, all content is free for non-commercial reuse, reprint, and rebroadcast, on the net and elsewhere. Opinions are those of the contributors and are not necessarily endorsed by Anarkismo.net. [ Disclaimer | Privacy ]